2022 será o ano da explosão dos smart contract, confira:


Esta Lista foi elaborada de acordo com opiniões de executivos da empresa de software Salesforce


Metaverso, Inteligência Artificial, Non-Fungible Token (NFTs), flexibilidade de horários no trabalho, maior senso de responsabilidade em relação à ética nas empresas. Essas são algumas das tendências para 2022, segundo a Salesforce. Confira, a seguir, as previsões listadas pelos executivos da empresa americana de software.


O ano do colaborador

O fluxo de trabalho levará as organizações da Grande Renúncia à Grande Retenção

“As organizações que dão aos colaboradores o que eles mais desejam – flexibilidade, autonomia e poder de escolha sobre onde, quando e como trabalhar – serão as mais eficazes em atrair e reter os melhores talentos.”

Karen Mangia, vice-presidente de Customer & Market Insights da Salesforce

Os colaboradores serão o principal stakeholder das empresas “As empresas que criarem um ambiente para maior engajamento e participação dos colaboradores terão taxas de crescimento de receita significativamente mais altas.” Tiffani Bova, evangelista de Crescimento Global da Salesforce

Os CIOs devem promover a colaboração entre as equipes de negócios e de TI para manter o trabalho em andamento “No próximo ano, com os colaboradores trabalhando remotamente, nossa sede digital continuará sendo mais importante do que nossa sede física. Em 2022, mais empresas buscarão implementar uma estratégia que permita que as equipes acessem facilmente os aplicativos e os dados necessários para a realização dos seus trabalhos da maneira mais eficaz. Os CIOs precisarão impulsionar a colaboração em toda a organização, permitindo que as equipes de TI e de negócios acessem, desbloqueiem e integrem dados e aplicativos de maneira segura.” Brent Hayward, Diretor Geral da MuleSoft


O trabalho digitalmente prioritário colocará fim ao expediente das 9h às 17h “As empresas que desejam atrair e reter os melhores talentos, bem como fornecer aos colaboradores a flexibilidade necessária para que façam seu melhor trabalho, adotarão a abordagem ‘o digital em primeiro lugar’.


Em 2022, mais empresas se basearão nesse modelo e repensarão não apenas onde, mas quando o trabalho será realizado. Há tempos deveríamos ter reinventado o rígido expediente das 9h às 17h com reuniões em sequência.


A pesquisa da Future Forum mostra que 93% dos colaboradores desejam flexibilidade de horários e pensam que dar às pessoas mais controle sobre seu expediente aumenta a produtividade e diminui o estresse. Além disso, entendem que isso também melhora a vida profissional de vários grupos, especialmente de mulheres com filhos.


Com uma sede geral digital, ferramentas de colaboração assíncrona e acordos em nível de equipe que reduzam o período no qual se espera que os colegas estejam de plantão e ‘em sincronia’, podemos reduzir as reuniões e dar às pessoas mais liberdade para estruturar seus dias, aumentando a produtividade e o envolvimento no processo.”


O papel das empresas como plataforma de mudança

As empresas devem passar de reativas a proativas para a resolução dos desafios da sociedade “As expectativas de que as empresas resolvam os maiores desafios do mundo, desde mudanças climáticas até aumento da desigualdade, nunca foram tão altas. Para que possam fazer isso, as empresas e financiadores devem passar do modo reativo para o proativo. Não podemos esperar que outra catástrofe aconteça: devemos investir agora na força e na resiliência das nossas comunidades. Este trabalho deve começar abordando as desigualdades e mantendo os que estão mais longe do sucesso na linha de frente.”

Naomi Morenzoni, vice-presidente Sênior de Filantropia da Salesforce


Organizações responsáveis ​​devem priorizar a ética de dados “Com a mudança em direção aos espaços digitais impulsionada pela covid-19, há um maior senso de responsabilidade em relação à ética, privacidade e segurança de dados. Com a pandemia, alguns setores do mercado se tornaram administradores de dados confidenciais pela primeira vez. Desde viagens e transporte à hotelaria, as empresas devem adotar uma mentalidade cuidadosa em relação aos dados, passando a coletar e utilizar os dados certos em vez de usar a maior quantidade deles.”

Paula Goldman, diretora de Ética e Uso Humano da Salesforce


As organizações sanitárias terão mais responsabilidade em 2022 “A covid-19 aumentou o papel da telessaúde, fazendo do atendimento híbrido uma parte essencial do futuro. A tecnologia reduzirá o custo do atendimento, tornando-o mais acessível às comunidades carentes, e, além de implementar mais cuidados híbridos de longo prazo, as organizações de saúde devem usar sua plataforma para combater ativamente a desinformação. Ao aumentar a transparência nas comunicações e na procedência das informações, as organizações de saúde podem ajudar a conter a atual falta de confiança em sua área.”


A ascensão da IA ​​e da automação

Com o surgimento da Ética como Serviço (EaaS), as empresas devem contratar especialistas em ética de IA “Este ano, testemunhamos a proposta e a aprovação de uma série de novos regulamentos sobre Inteligência Artificial (IA) nos Estados Unidos e em outros países.


Esses regulamentos permitiram o surgimento de várias startups que oferecem produtos de governança de IA e provedores de Ética como Serviço (EaaS). As empresas que estão desenvolvendo a IA criarão cada vez mais suas próprias ofertas de EaaS em suas organizações de serviços profissionais.


Veremos uma corrida para contratar especialistas em Ética de IA a fim de cumprir os novos regulamentos, o que fará com que os especialistas nessa área sejam ainda mais solicitados do que os desenvolvedores de IA. ”Kathy Baxter, Arquiteta Principal e Prática de Ética de IA


Natural Language Generation (NLG) transformará os negócios “A Natural Language Generation (NLG, que em português significa Geração de Linguagem Natural) já começou a aparecer em aplicativos de consumo, como a função ‘completar automaticamente’ do Gmail. Em 2022, veremos o surgimento de NLG em aplicativos de negócios, como, por exemplo, os setores de marketing e comércio, que usarão mecanismos de NLG para gerar textos de marketing e produzir sites. Além disso, ela também será empregada nas indústrias de vendas e serviços para a escrita de resumos de chamadas e reuniões do Zoom, com a citação, por vezes, de itens de ação.


Respostas às perguntas também serão geradas, e como resultado, a criação de chatbots consumirá menos tempo, pois aprenderão a ‘ler’ bases de conhecimento e gerarão automaticamente as respostas apropriadas às perguntas. Isso não apenas economizará uma enorme quantidade de tempo e recursos, como também permitirá que organizações em todos os setores tenham experiências de cliente mais significativas e impactantes.” Marco Casalaina, CEO do Salesforce Einstein, Salesforce


Falar por texto se transformará em falar por código “No ano passado, vimos como a IA é capaz de gerar seu próprio código para construir sistemas cada vez mais complexos. Continuaremos vendo tanto o crescimento do tipo de IA que pode escrever seu próprio código em diferentes linguagens de programação, bem como do tipo ​​que permite que pessoas simplesmente digam suas instruções.


Esses mecanismos ‘speech-to-code’ gerarão imagens, vídeos e código usando comandos naturais sem se preocupar com sintaxe, formato ou símbolos. Diga ‘Eu quero uma foto de uma girafa roxa com manchas laranjas e asas e rodas em vez de patas’ e veja o que a IA gera.” Yoav Schlesinger, diretor de Prática Ética de IA da Salesforce


As inovações que transformam a indústria lideram o caminho

Marcas pioneiras buscarão utilidade por meio de NFT “As marcas têm atuado com NFT (Token não Fungível) nos últimos 18 meses, embora esses esforços tenham se concentrado principalmente na arte e na novidade. Os Correios dos Estados Unidos acabaram de lançar selos como NFT, mas que são apenas artigos de arte, sem qualquer outra função além de serem colecionáveis.


A novidade da arte é apenas o valor inicial do que um NFT pode ser, e para aproveitar todo o seu potencial, as marcas devem começar a oferecer alguma utilidade por meio do token, e a Time é um ótimo exemplo.


Eles lançaram TimePieces, um item colecionável útil. Cada NFT concede ao proprietário acesso ilimitado ao conteúdo da Time, eventos especiais e alguns outros pequenos benefícios. Em 2022, você ouvirá muito mais sobre NFT com vencedores e perdedores. Os vencedores colocarão de lado os NFTs como meros itens colecionáveis ​​para encontrar maior utilidade por meio do token.”



FONTE: Clique Aqui


======================================

Colaboração e pesquisa de:

Ferraz



Baixem o nosso termo de serviço:


Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso bloog são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral.


Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.




FRANZ PIRES

presidente.png

Olá,

Somos a G7 INNOVATION COMMUNITY, uma comunidade altruísta com a intenção de ajudar cada um de vocês a gerarem renda no mundo dos ativos digitais.

Postagens

Tags